Cafê

Eu tenho muitos amigos. E a maioria deles é bem legal. Não se preocupem, não citarei nomes dos que estão incluídos na minoria. E quando viemos morar em Portugal, pensei que seria quase impossível fazer novas amizades tão importantes pra mim quanto as que eu já tinha. Achava que meu coração já tava lotado e tava bom assim. Na primeira semana eu já entendi que eu tava errada e que Lisboa podia ser ainda melhor pra mim do que eu imaginava.

 

Nesse tempo aqui já passeei com alguns amigos de amigos, já escrevi roteiros pra pessoas que nunca vi, já pude conhecer melhor pessoas com que tinha pouco contato, já levei novos amigos de infância pra comer delícias lisboetas. Teve gente que veio rapidinho, que só passou, que permaneceu uma temporada e gente que ficou pra sempre. A Fernanda é uma das pessoas incluídas nesse último grupo.

 

Graças à Ana Paula nos conhecemos e ela sempre ajuda a deixar meus dias por aqui ainda mais bonitos e divertidos. Eu e Fernanda temos várias coisas em comum. Medo de dar estrela quando éramos crianças, gosto musical, amor por Lisboa, sempre achar que vai dar tempo, ter a língua muito perto do cérebro, entre outras. Mas uma das principais, e extremamente presente em nosso dia a dia, é o apreço pela boa comida. Em especial a paixão pela boa comida feita em Portugal.

 

É verdade que comer mal por aqui é difícil, a pessoa tem que se esforçar pra que isso aconteça. E não sou só eu que penso assim. Alguém bem menos exagerado já disse o mesmo. Mas algumas dicas certeiras são sempre bem-vindas, né! E como eu e Fernanda temos como principal meta de vida conhecer e reconhecer os melhores restaurantes dessa cidade, quiçá do país, escreveremos frequentemente sobre os lugarzinhos que a gente adora. 

 

Segue o instagramzinho (@cafelisboeta) pra já começar a dar água na boca.