Dia 03 - Santini e Olimpíadas

Desde criança eu sempre adorei acompanhar as Olímpiadas. Gostava de assistir à ginástica olímpica e rítmica, natação, vôlei e mais um monte de esportes que não conhecia antes, junto com a família que também curtia. Mas era mais que isso, né. Essa coisa de estar em sintonia com milhares de pessoas, com o mesmo sentimento, em torcida por aqueles que representam nosso país é uma sensação muito gostosa e vamos combinar que, em se tratando do meu país, não é algo muito comum.

O Brasil é lindo, tem várias características das quais me orgulho e agradeço a Deus pela cultura que carrego. Mas todos nós, brasileiros, sabemos bem dos defeitos que temos e é mais comum nos unirmos em crísticas ao nosso país que em elogios, num é.

E o interessante é que, por mais que critiquemos e desgostemos de um monte de coisas, alguns eventos e situações nos unem e acho que é por isso que eu gosto muito de eventos esportivos mundiais.

Passei boa parte do dia assistindo TV e quando Lê chegou fomos tomar sorvete na Santini, uma sorveteria maravilhosa que fica na Rua do Carmo, no Chiado. Não só o sorvete de lá é maravilhoso como também a casquinha (chamada de cone por aqui) mágica deles, que nunca amolece!

Voltamos andando pra casa, numa caminhada gostosa, em uma noite agradável de verão europeu, quase sentindo um friozinho e alegres por termos mais uma oportunidade de desfrutar desse lugar pelo qual nos apaixonamos.

Adoro o fato de já conhecer as principais ruas, praças e becos, para então podemos desbravar a cidade pelas ruelas que ainda não conhecemos. Fizemos um caminho novo até em casa e se encontramos 3 pessoas por ele foi muito. E o melhor é que a sensação de segurança não nos abandonou nesse tempo.

Chegamos em casa e assistimos o Brasil vencer a Rússia no vôlei masculino por 3x0 e fomos dormir felizes por estarmos em Portugal e por sermos brasileiros :)